Tags

, , , , ,

Por @TaianAoki mais e O Diário Semanal

Ouça enquanto lê

 

– Senhor?

– Pois não?

– O senhor está preso.

– Qual a acusação?

– Apologia às drogas.

– Isso é um absurd…

– Senhor, tudo o que disser poderá e será usado contra o senhor. Apenas relaxe e não resista à prisão.

 

Na prisão nada é simples ou rápido. Comer, dormir, relaxar. Tudo que parece ser tranquilo no mundo real é infinitamente tenebroso na cadeia. Como se houvesse um lobo em cada canto escuro, esperando você se descuidar. O pior é ter consigo a certeza de que cada uma das pessoas ao seu redor é pior do que você. Ter a convicção de que seu lugar não é aquele. Cadeia. Essa palavra por si é tenebrosa. Cada vez que ouço essa palavra um calafrio me sobe pela espinha.

Mas não importa, eles não vão conseguir me dobrar, não importa a quantidade de barreiras que puserem em meu caminho. Eu sou persistente, me levanto e sigoem frente. Elespensaram que eu iria me infestar com a quantidade de pensamentos negativos que tem naquele lugar, mas eu nunca cessei minhas preces. Aliás, aquilo funcionou melhor pra mim do que eles poderiam imaginar. Foi como um alvará de soltura espiritual. Muito melhor do que a lavagem de escravidão mental que passa na TV hojeem dia. Equando saí estava mais convicto do que nunca.

A diferença é que na minha época funcionava assim: alguns irmãos se recolhem e vão em frente enquanto outros escravizam sua mente. E quando não se está em nenhum desses dois grupos, você é caçado. Foi assim comigo e com meus parceiros. Nós não paramos de lutar, não somos controlados, apenas chegamos à conclusão de era melhor plantar nossa semente aos poucos e não enfrentar os predadores, senhores que mentem frente a frente. Mas eles que esperam sentados a rendição. Nossa vitória não será por acidente.

 

– E aí?

– Beleza?

– Melhor agora que o Sol ta redondo. Você?

– To bem. O mundo ta muito diferente, né?

– Nem me fale… parece que nem é o mesmo.

– Tem até ex-presidente falando de legalização.

– Hum… Na minha época o nome disso era apologia.

Anúncios